Janeiro findou com mais um saldo positivo na campanha Geração Solidária em prol da Casa da Fraternidade. A venda de produtos da empresa Sepac/Duetto gerou R$ 15 mil para a entidade e um crescimento de 19,36% nas vendas em relação ao mesmo mês do ano anterior para o fornecedor parceiro. Em fevereiro, a parceria será por meio da venda de todos os produtos da Três Corações e da marca Giassi, em toda rede do Giassi Supermercados.

Segundo Renato Cesino, da empresa Giassi & Cia e Fernando Darosci, gerente regional de vendas da Empresa Sepac/Duetto, apoiadores da campanha no mês de janeiro, o resultado das vendas com a campanha superou os resultados anteriores no mesmo período.

A nova empresa para o mês de fevereiro será a Três Corações com toda a linha de produtos  e mais os produtos do Giassi. Quem adquirir os itens nas 16 lojas do estado contribuirá com a Casa da Fraternidade. O supervisor de Trade Marketing da empresa  Três Corações, Eduardo Tiscoski, está muito feliz por participar pela primeira vez da ação.

A presidente, Cátia Hahn, fica muito grata a todos os envolvidos: supermercado, fornecedores, imprensa e comunidade que participam desta ação, que acreditam e apoiam iniciativas que buscam um mundo melhor para crianças, adolescentes e jovens.

Ações da Casa da Fraternidade

Depois de passar um ano diferente em 2020 com atividades híbridas, tanto de forma virtual como presencial, a instituição está retomando aos poucos as atividades presenciais seguindo as normas do Ministério da Saúde e ao cronograma escolar, já que a instituição trabalha no contra turno escolar. Mas algumas ações já retornaram em janeiro, como o Projeto Capoeira Meninos do Futuro que possui apoio do Criança Esperança desde o ano anterior, e os atendimentos do Projeto Amor aos nossos Filhos.

Em fevereiro, ainda ocorre os ajustes finais para início das aulas, organização do calendário e realização de algumas reformas. Cátia lembra que estão abertas as matrículas para oficinas e demais atividades.

A meta de atendimento para 2021 é de 400 alunos matriculados e objetivo de prestar atendimento socioassistencial para 300 famílias em vulnerabilidade social, onde 271 já estão cadastradas.

“Estaremos atendendo a partir de fevereiro crianças e adolescentes a partir dos cinco anos em várias oficinas, como balé, canto, musicalização, capoeira, violão, teatro, informática, entre outras atividades literárias, artísticas e de apoio escolar. Estamos programando diversas atividades de integração como o Boi de Mamão e teatro, e torcendo para poder retomar as apresentações culturais na cidade e região assim que vencermos a questão da pandemia”, destaca Cátia.

Fonte: portal Uaaau!

Comentários

Faça parte da Obra de Fabiano!