“O Rio Ceará é sagrado para o povo indígena Tapeba: em suas águas pescam para alimentar suas famílias; em seu leito fazem os ritos ancestrais; no mangue apanham crustáceos. A sobrevivência de muitas pessoas das 17 aldeias indígenas de Caucaia está ligada ao ecossistema da reserva indígena onde vivem, exatamente por isso, os Tapeba são os principais cuidadores das águas, da vegetação e de todo este bioma. Em sua programação, o Sesc Ceará empodera os povos originários na preservação ambiental de seu território e entre as ações realizou nos dias 16, 17 e 18 de abril, mais uma edição do Projeto Conversas Flutuantes.” ( site sesc-ce)

O Clube de Mídia da Casa Fernando Melo e outros integrantes da Unidade, marcaram presença nas palestras socioeducativas do Projeto Conversas Flutuantes, promovido pelo SESC-CE em Parceria com o Lar Fabiano de Cristo. Navegando sobre as  marolas do Rio Ceará, berço da Cidade de Fortaleza,  tendo como palco o manguezal, um cenário riquíssimo de  fauna e flora, fomos envolvidos pelas trocas de saberes do Povo da etnia Tapeba. Foi uma rica oportunidade para conhecer um pouco sobre esta cultura somada à importância histórica de nossa Fortaleza:  uma manhã única de aprendizagem, valorização da cultura, resgate histórico, cidadania e educação ambiental.

 

  _sic_upload_images_1524097901_IMG_1810

Comentários

Faça parte da Obra de Fabiano!