Ocorreu no último dia 28/11/2015 a formatura da turma de artilharia do CPOR, do agora oficial Ermeson Gouveia.
“Zero 01” da tuma, que na linguagem militar quer dizer “primeiro colocado”, Ermeson está no Lar desde os 3 anos de idade, quando sua mãe Leni Gouveia ingressou como voluntária na Casa de Valentina.
Tempos depois, Leni, já com cinco filhos, foi contratada para trabalhar na Casa de Iracema. A distância da residência ao local de trabalho fazia com que os filhos permanecessem na Unidade no horário complementar a escola. E assim, Ermeson conheceu a arte e o esporte.
Muito curioso e levado, segundo Leni, Ermeson foi acalmando com os ensinamentos do judô e o fazer artístico.
_ Que rabisco é esse, menino? – perguntou ela um dia.
_ Não é rabisco mãe, é arte! Meu professor Fernando disse que todo rabisco é arte.
_ E, mãe, eu vou ser grande!

O tempo passou, Ermeson sempre focado foi galgando novos degraus, medalhas, reconhecimentos por tanto esforço.
Hoje ele é um Oficial da Reserva (R/2) do Exército Brasileiro, cursa Engenharia na Universidade, é um atleta disciplinado e um homem de Bem para orgulho de sua mãe batalhadora e de todos nós do Lar Fabiano de Cristo.

Comentários

Faça parte da Obra de Fabiano!