Na década de 60 havia, em Belo Horizonte (Minas Gerais), um Centro Espírita chamado Divino Amigo que realizava Campanha do Quilo e beneficiava familiares em estado de miserabilidade, dinamizada pelo Comandante Hélio Coelho de Oliveira, funcionário da agência CAPEMI BH. Este Centro Espírita também mantinha uma pequena Escola da qual grande parte das despesas era custeada por uma rica e bondosa senhora de nome Durvalina Rosa Pereira de Matos, que ao desencarnar fez deste Centro Espírita seu herdeiro.

Com o crescente número de necessitados atendidos, o Comandante Hélio decidiu pedir ajuda ao Lar Fabiano de Cristo.

A parceria com o Lar Fabiano de Cristo, em 1969, permitiu a compra de lotas de terrenos vizinhos, possibilitando a ampliação da Unidade que foi inaugurada em 14/12/1970, recebendo o nome de Casa de Durvalina, por sugestão dos pioneiros da Campanha do Quilo.

Em 1976, a Unidade foi desapropriada em favor do DER/MG, mas o trabalho não foi encerrado graças a generosa doação de um imóvel no bairro Milionários, que fica também em Belo Horizonte, feita pelo Sr. Mário Pellizari.

Mário Pellizari, italiano, combateu como guerrilheiro na 2ª Guerra Mundial, usando o nome de Alimiro, como se tornou conhecido como herói. Após o conflito veio morar no Brasil, onde trabalhou muito e conseguiu recursos para comprar vários lotes no bairro Milionários. Como era projetista, idealizou e começou a construir um prédio que em seu coração destinava a abrigar crianças desamparadas oriundas de famílias carentes.

A obra já estava adiantada quando Sr. Mário adoeceu e teve pressa em buscar uma entidade filantrópica ou religiosa a qual pudesse confiar seu término, através de doação. Foi então que ficou encantado ao perceber que, diariamente, passava por aquele bairro uma combi que levava e trazia crianças de aparência sadia, que cantavam e acenavam risonhas e alegres. Logo pensou: “Uma obra que faz crianças felizes só pode ser abençoada por Deus”.

Anotou o endereço escrito no veículo e, posteriormente, esteve no Rio de Janeiro, conhecendo a Sede do Lar Fabiano de Cristo. Percebendo a seriedade da Instituição preocupada em amparar o próximo, efetuou a doação então da propriedade ao Lar Fabiano de Cristo. Após algum tempo, retornou a Itália para visitar seus familiares onde veio a falecer em 19/10/1977. A efetivação da doação foi feita pelos seus filhos que pediram apenas que fosse dado à Unidade o nome de Alimiro.

Em 1978, a Unidade do Lar Fabiano de Cristo mudou para o novo endereço, recebendo o nome de Casa de Alimiro. Esta casa de amor e caridade permanece atualmente no mesmo endereço, desenvolvendo proteção social e educação transformadora e contribuindo para construção de um mundo melhor.

Casa de Alimiro - 05-12-2014 (233)

Casa de Alimiro - 05-12-2014 (237)

Casa de Alimiro - 05-12-2014 (218)

Comentários

Faça parte da Obra de Fabiano!