A maior Obra Social do Brasil.

Casa de Mãe Marocas

Lar Fabiano de Cristo > Unidades > Casa de Mãe Marocas

Supervisor

Fernanda Lopes

História da Casa de Mãe Marocas

Num arrabalde da cidade de Caxias – Rio de Janeiro – havia um Centro Espírita “Seareiros de Jesus”, dirigido por Sebastião Nunes Cavassoni, oficial do Exército, Augusto César Vannucci, homem de televisão e Jandir Motta, policial. O Centro, pelos seus voluntários, desenvolvia o trabalho chamado Caravana Auta de Souza, movido pelo desejo de ajudar os que vivem sob a pressão da pobreza, da falta quase absoluta de meios para sua sobrevivência, angariava da gente de boa vontade alguns gêneros e outros recursos para distribuí-los a essas pessoas.

Eles viam crescer o número de necessitados, sem que os recursos crescessem na mesma proporção. Nos primeiros dias de 1968, após haverem tomado conhecimento da existência do LAR FABIANO DE CRISTO, procuraram seu Diretor-Geral, Cel. Jaime Rolemberg de Lima, para pedir-lhe que ajudasse na continuação daquele trabalho.

Como os pontos de vista entre aquele grupo e a Direção do LFC eram concordantes, este decidiu avaliar o trabalho dos “Seareiros de Jesus” e introduziu no mesmo o regime já vitorioso nas Casas Assistenciais de 3ª. faixa fabianistas, após assinarem ambas as entidades, nos dias seguintes, o convênio que originaria mais uma CA do LFC. Era abril/68. O LAR passou a fornecer os gêneros a serem distribuídos. Ofereceu também uma visitadora (Emma Alvares da Costa Soares).

A primeira Distribuição ocorreu naquele mesmo mês, dia 07, nos moldes em que era feita nas Casas do Lar Fabiano de Cristo. Estavam presentes 10 famílias necessitadas. O trabalho esteve a cargo daqueles pioneiros do Centro Espírita, com seus companheiros Judite G Soares, Eloy e esposa, e dos representantes do LAR – a visitadora, o cel. Rolemberg e D Betty Göpfert Pinto.

A casinha em que os trabalhos desta Casa Assistencial tiveram início (o Centro Espírita à Rua do Bananal, 661) era tão pequena e seu quintal era tão diminuto, que os encarregados do trabalho eram obrigados a levar as crianças das famílias assistidas para o quintal de bondosa vizinha, durante as distribuições.

O número de assistidos cresceu rapidamente. E, a despeito do entusiasmo dos trabalhadores, foi indispensável procurar outro local, onde se construísse uma Casa bem grande. O terreno necessário foi encontrado à Av. Presidente Kennedy (antiga Rio-Petrópolis), no.3133, no perímetro urbano de Caxias, onde foi levantada grande e linda Casa, com 2 pavimentos. Sua amplitude permitiria atender a muitas famílias. E sua inauguração se deu em 25/08/69.

Foi-lhe dado o nome de Casa de Mãe Marocas. E um dos companheiros fundadores compôs um hino à Patrona, o qual é cantado nos dias festivos.
Com o passar do tempo, e ante a natural expansão dos serviços prestados por esta Casa Assistencial, o convênio entre o LAR e o Centro Espírita “Seareiros de Jesus” foi desfeito, passando a Casa à administração direta do Lar Fabiano de Cristo.

Onde fica

Rua Pedro Toledo, 792 - Lote 76 – Vila Actura – Duque de Caxias/RJ – CEP: 25225-210


(21) 2676-8968 / (21) 2676-3418 e (21) 3656-9518

Projetos Sociais

Diga o que você achou da Unidade

Faça parte da Obra de Fabiano também!