A maior Obra Social do Brasil.

Casa de Irmão Palminha

Lar Fabiano de Cristo > Unidades > Casa de Irmão Palminha

Supervisor

Maria Madalena de Freitas Pinheiro

História da Casa de Irmão Palminha

Em Governador Valadares (MG), em 1972, existia o “Instituto Nosso Lar”, que abrigava crianças desvalidas, e estava ligado ao “Grupo da Fraternidade Martha Figner”, que muito o ajudava. Nas duas entidades, o Presidente era a mesma pessoa. Uma carta foi enviada pelo Instituto ao LAR FABIANO DE CRISTO, que a recebeu em 19/09; e pedia cooperação, a fim de poderem ampliar seu atendimento à pobreza da região.

Seguiu-se troca de correspondência e então o LAR prometeu enviar àquela cidade uma Auxiliar Assistencial para fazer um levantamento referente às condições peculiares de cada criança internada no Instituto. Tal pesquisa iria possibilitar separá-las todas por faixa de necessidade, para que fosse dado a cada uma delas o tratamento mais adequado. Pois havia a perspectiva, mesmo, de ser comprado um terreno onde o LAR construísse uma Casa de 2ª. faixa do tipo Colméia, e uma de 3ª. faixa.

Eli Mota Pinto foi a Auxiliar encarregada da tarefa. O exame dos resultados da pesquisa e o da documentação do Instituto, além de triagem das famílias que solicitavam atendimento, levaram o Lar Fabiano de Cristo a dar os primeiros passos para a concretização daquela perspectiva.

Uma das primeiras providências foi trazer ao Rio de Janeiro a pessoa que auxiliara Eli na sua tarefa em Governador Valadares, a fim de fazer curso e estágio de adaptação às técnicas usadas no trabalho fabianista – D. Terezinha Teixeira da Costa Ribeiro.
Do Instituto surgiu a Colméia Martha Figner, conveniada com o LAR, que começou com 19 crianças escolhidas entre as já existentes no Instituto. A Casa de Irmão Palminha teve início com 15 famílias cadastradas, entre as quais algumas eram as próprias famílias das outras crianças do Instituto, cuja maior carência era a de recursos materiais.

A primeira Distribuição realizada por esta Unidade, após a preparação de pessoal e das instalações provisórias – eram parte das instalações ocupadas pelo “Grupo da Fraternidade Martha Figner” – deu-se em 30/06/73, estando presentes 13 das 15 famílias inscritas. Porém o registro da existência da casa, em ata de Reunião da Diretoria Executiva do LAR FABIANO DE CRISTO, só apareceu em 14/12 daquele ano.

O LAR recebera um terreno em doação, naquela cidade, mas não pode utilizá-lo de pronto, pois ele se achava com a documentação irregular. Para poder contar com um Setor Educacional na unidade, o LAR construiu no Grupo da Fraternidade 3 salinhas e outras dependências indispensáveis a um funcionamento mais completo.

Após a regularização dos documentos referentes ao terreno que o LAR FABIANO de CRISTO ganhara, foi possível construir sua Sede nova, na Estrada da Linha Velha, no Bairro de S. Cristóvão, contando com as instalações necessárias, embora modestas. Sua inauguração foi no dia 09/08/75, quando já atendia a 281 crianças e 98 adultos. Até então, funcionara a unidade no Grupo de Fraternidade, cujos membros lhe deram um grande apoio.

Onde fica

Rua Fabiano de Cristo, 170 – São Cristovão – Governador Valadares/MG – CEP: 34045-110


(33) 3275-5512

Projetos Sociais

Diga o que você achou da Unidade

Faça parte da Obra de Fabiano também!