Quem somos

Conheça um pouco mais sobre uma das maiores obras sociais do Brasil.

Nossa História

O Lar Fabiano de Cristo foi fundado em 8 de janeiro de 1958, a partir da ideia de estudiosos do Evangelho que desejaram sair dos estudos teóricos sobre a caridade para a prática efetiva. Deste momento participaram, entre outros, Francisco Cândido Xavier, Carlos Torres Pastorino, Divaldo Pereira Franco, Jorge Andréa dos Santos, José Hermógenes de Andrade Filho, Alziro Zarur e Jaime Rolemberg de Lima.
A proposta inicial consistia em apoiar lares que acolhessem entre seis e dez crianças, com atenção individualizada, como se adoção fosse. Cada um do grupo contribuiria para que nada faltasse às crianças e a quem os acolhesse.
Logo identificou-se que as crianças beneficiadas ao retornarem às famílias de origem viviam conflitos de toda ordem, especialmente por não existir afinidade na orientação que recebiam. A família também precisava de apoio e passou a ser a unidade de atendimento do Lar Fabiano de Cristo, uma iniciativa viabilizada com a criação de uma empresa com a finalidade de garantir recursos para uma obra social: a hoje CAPEMISA Instituto de Ação Social.

Diretoria

Regina Maria de Oliveira - Diretora presidente
Lavínia Maria Grossi - Diretora de Ação Social
Sirley Silva Santos Barbosa - Diretora de Administração e Finanças

Registros e Inscrições (CNPJ: 33.948.381/0001-94 (Matriz/Sede))

Utilidade Pública Federal: decreto nº 91.108 (12/03/1985)
Utilidade Pública Estadual: Lei nº 2.302 ( 18/12/1973)
Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social – CEBAS: 28990.013335/9464
Registro no CMDCA – Rio: 04/039/247
Inscrição no Conselho Municipal de Assistência Social: nº 15
Inscrição Estadual: 84.660.566

Faixas de Atendimento

As atividades socioassistenciais são oferecidas para a melhoria da qualidade de vida das famílias inscritas que se encontrem em situação de vulnerabilidade e/ou risco pessoal e social, decorrente da pobreza, distribuídas por faixas de atendimento:

  • 1ª Faixa: Colocação Familiar, por decisão judicial, de crianças e adolescentes;
  • 2ª Faixa: Atendimento, por meio de serviço de proteção especial, na forma de acolhimento institucional, por decisão judicial, de crianças e adolescentes;
  • 3ª Faixa: Atendimento, por meio de serviço de proteção social básica, para famílias e idosos em situação de risco social, através de atividades socioassistenciais e socioeducativas;
  • 4ª Faixa: Atendimento descontínuo,de caráter emergencial, a pessoas necessitadas, bem como encaminhamentos à rede de serviços públicos e privados;
  • 5ª Faixa: Atendimento por meio de atividades socioassistenciais dirigidas a pessoa idosa que necessite de assistência, seja sob a forma de proteção básica em centro de convivência, ou sob a forma de proteção especial em unidade de longa permanência.

Antes de você ir...

Faça parte do nosso grupo de Associados Contribuintes, através do nosso projeto do Um Grão e ajude a construir um mundo melhor.

Quero doar!